Ficaria


Se não tivesse me mandado sair, ficaria

Por toda a vida, outra noite, mais um dia

Faria planos, filhos

Ainda leria os mesmos livros

Ouviria as suas músicas preferidas

O sabor do que me trouxesse à boca

O toque da sua pele

O cheiro da sua roupa

Seria infeliz, é certo

Mas a alegria andaria ali por perto

Do olhar morno

Do sexo calado

Mas inquieto

Se não tivesse me mandado sair, ficaria

Por toda a vida, outra noite, mais um dia

Entre a porta da rua e as suas pernas

Insone

Porque é quente o verão

E nunca estou preparado para o inverno

Chegaria tarde

E você estaria dormindo

Somente até que me deitasse

Mas fingiria ressonar

E eu não interromperia

Seu sonho fingido

Seu orgasmo

Desvario

Se não tivesse me mandado sair, ficaria

Por toda a vida, outra noite, mais um dia

Se a sua angústia

A sua agonia

Era (não) saber por quanto tempo

Nunca lhe diria

Mas, até que me mandasse sair

Ficaria

-

Dino Santos é servidor público, contador de histórias e blogueiro Contextual.

#DinoSantos #poesia

* Este é um espaço de diálogos e discussões e não serão aceitos comentários desrespeitosos e ofensivos, em qualquer aspecto.*