Arcanjo


Queria poder em preces,

Falar com toda nobreza,

Me curvar perante a ti,

Meu glorioso arcanjo,

Senhor de todos anjos,

Meu amado são miguel!

Azul é a tua cor

Azul é o primeiro raio,

Azul que pinta o céu,

Que escorre pelos mares,

Que como chuva molha,

E enverdece os grandes vales,

Quando em rio, é cristalino,

Não se contenta arisco,

Explode em cachoeiras,

Dando prova que a beleza,

É presente do divino!

Em ato de amor sublime

Quis somente o criador

Espalhar tanta beleza,

Para ver talvez se o homem

Nessa desnatureza,

Pudesse entender enfim,

Que só com amor se cria,

que se faz menino e menina,

Que se voa como andorinha,

Que se canta como a cotovia,

Que se cheira como uma flor!

Em todos os tons de azul,

Do anil ao escalarte,

Juntou-se o dourado e o rosa

O branco, o verde, o rubi

E a libertária violeta,

Um arco íris de cores,

Derrama-se por toda parte,

Os sete arcanjos do pai

E os raios que comandastes,

Com sua espada da paz,

A fé em mim proclamastes!

-

Isabela Brasileiro - blogueira Contextual, arquiteta e urbanista, artista plástica, poetisa, atleta, uma autêntica geminiana que gosta, de fato, de criar!

#IsabelaBrasileiro #poesia

* Este é um espaço de diálogos e discussões e não serão aceitos comentários desrespeitosos e ofensivos, em qualquer aspecto.*