Sonho


Até daria para sair sem nada avisar às estrelas da noite, mas elas estão no alto me observando e sei perfeitamente que não há lugar algum onde as estrelas não estejam em cima de mim indicando novos caminhos e me protegendo dos diversos lugares desconhecidos de que preciso estar. Há sempre dúvidas nos passos que damos, mas se evitarmos dar esses passos teremos conosco somente a certeza de que ficar parado aumentará muito mais essas mesmas dúvidas.

A noite é sempre dúbia e ao mesmo tempo em que oferece oportunidades também oferece medo e perigo. Oposto a isso é o sol porque emite luzes fortes que batem no corpo e fazem o coração pulsar com mais alegria e vivacidade. Há tempos, contudo, o sol é muito mais potente do que deveria ser e o efeito benéfico que porventura teria tem se transformado em fonte inesgotável de extrema paralisia e cansaço.

Assim, plenamente ciente de que nem o sol e nem a noite me salvará, recorro com urgência aos sonhos mágicos da minha imaginação e é nele que todas as coisas estão em seu devido lugar e a vida funciona na mais perfeita e completa harmonia.

O sonho é ausente de realidade palpável mesmo assim eu opto por acreditar que tudo contido nele é verdadeiro. O sonho é fruto exclusivo de minha mais própria e singular fantasia, mas sei que ao despertar estarei imerso novamente ou no dia ou na noite, ou numa coisa ou noutra, sem nenhuma possibilidade possível de fuga.

-

João Mendonça é blogueiro Contextual, jornalista e tem 39 anos. Sua diversão é fazer textos que contribuam para alguma coisa que ele não sabe o que é. O que ele mais gosta são as curtidas. Quando acontecem ele comemora como um gol do Bahia.

#JoãoMendonça

* Este é um espaço de diálogos e discussões e não serão aceitos comentários desrespeitosos e ofensivos, em qualquer aspecto.*