Terapia II


Me meti num balaio de gatos

E grito e me arranho e mio

Nesse avesso de cio

Que chega a espantar os machos

Mas vai que um dia descubro

Que o balaio virou cama

Pode ser berço e abrigo

Acaricio os gatos

E assim os torno amigos

Ou faço dos gatos sapatos

Tamborim pra rir meu samba

Domados meus tigres e bichos

E outros felinos afins

Me dou conta que o balaio

Eu mesmo fiz

E desfaço

Aí fico em paz com os gatos.

-

Maria Angélica Pereira, mulher, Oficiala de Justiça, viajante do mundo e da alma, amante do riso, otimista incurável e blogueira Contextual.

#MariaAngélicaPereira