Gratidão


É chegada a hora de fazer aquela faxina na alma. Vasculhar as gavetas do coração e distinguir o que fica do que é vão. Revisitar cada acontecimento nas prateleiras da memória pra decidir o que valeu à pena do que precisa ir embora. É chegada a hora de voltar no tempo, fazer uma breve viagem nas imagens guardadas no pensamento. É chegada a hora de olhar um pouco pra dentro e ler as linhas das histórias que escrevi. É chegada a hora de varrer todo lixo em forma de remorço, raiva, culpa ou inveja que por ventura haja em mim. É chegada a hora de limpar minha casa e deixar espaços para que as novas roupas venham com cores vibrantes de alegria. Observando, mexendo e reorganizando as gavetas do coração, as prateleiras da memória, os compartimentos do pensamento e as linhas da minha história vou me organizando para fechar esse ciclo e permitir que outro, logo em breve, possa iniciar! Deixar um ir para que o outro possa chegar. Porque a vida é assim: contínua, constante, cíclica pra mim. E sempre há uma nova chance logo ali. Diante de tudo que vivi só me resta dizer que aprendi... Gratidão pelo que fui e pelo que poderei ser. Gratidão por cada pedra que me fez cair e por cada mão que me ergueu. Gratidão por cada palavra que me machucou e por cada abraço que me consolou. Gratidão por cada dor que me dilacerou e por cada superação que me empoderou. Gratidão por cada decepção que tive e por cada lição que me fortaleceu. Gratidão por cada jogada que perdi e pela determinação que descobri ter em mim. Gratidão por cada sorriso que recebi e pelos que pude retribuir. Gratidão por tudo que senti e pelo que estar por vir. Gratidão é a minha palavra pra esse mundão que me espera bem aqui... Porque a mudança verdadeira acontece dentro de mim.

---

Larissa Machado é psicopedagoga e educadora, apaixonada por criança e por tudo que diz respeito à infância e blogueira Contextual.

#LarissaMachado

* Este é um espaço de diálogos e discussões e não serão aceitos comentários desrespeitosos e ofensivos, em qualquer aspecto.*