Microinterações


Há quem defina o encostar de um dedo em um botão Como uma forma de amor, de atenção, de valor. No mundo das microinterações, Mais vale mil likes sem atenções Sedentos por atenções, Com intenções de retorno Estorno. Formigueiro em açúcar, Ou urubu em carniça, Em troca de prestigio, status ou vaidade Cobiça. No mundo das microinterações, Há quem defina Amizade ou importância Um olhar só a distância Como único caminho de pertencer E preencher o vazio De ser e de existir. E pra sair, Do mesmo jeito que entrou, curtiu ou exaltou, Morreu, Deletou.

---

Nalini Vasconcelos, artista multimídia da música, vídeo e poesia, nerd, fundadora e blogueira Contextual.

#NaliniVasconcelos